terça-feira, 7 de novembro de 2017

Apresentação da oficina de cordel no IFNOPAP em Belém do Pará



Oficina de cordel em Portel no baixo Tocantins/ Pará
Uma volta ao Marajó.
Professora Adriana Leite Campos.

IFNOPAP é um projeto Imaginário nas Formas Narrativas Orais Populares da Amazônia Paraense.
O projeto reúne especialistas em campos aparentemente diversos em viagens ao longo da bacia amazônica para compartilhando conhecimentos.









sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Apresentação de Trabalho no II Encontro de Políticas e Administração da Educação da Bahia, Camaçari / ANPAE 2016.




Tema: Construção de Materiais Didáticos Apoiados na Cultura do Cordel.





Resumo:

Projeto de intervenção desenvolvido com alunos 6º ano do Ensino Fundamental II, com o objetivo metodológico desenvolvido por cinco oficinas, trabalhando respectivamente a cultura Nordestina; exposição conceitual do cordel, origens, características, estrutura poética, elementos alegóricos e variações escrita; elaboração de poemas em cordel e xilogravuras que acompanhariam os poemas; finalizando com a produção de folhetos, poesias de cordel e xilogravuras. Deste projeto resultou a Revista dinâmica Cordel Encantado. Atualmente sou estudante do mestrado profissional Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação, no qual desenvolvendo materiais didáticos em forma de cordel, apoiados na cultura e história local fortalecendo o ensino de linguagens e literatura na rede de ensino fundamental II. 
 


segunda-feira, 2 de maio de 2016

Como produzir folhetos de cordel em sala de aula






Olá professores, alunos e pessoas interessadas na produção da poesia de cordel. O vídeo postado neste blog pretende de uma maneira fácil, contribuir com atividades dinâmicas na prática de produção de folhetos de cordel por professores, alunos e pessoas a fins, seguindo seu passo a passo.

Este mine projeto tem a proposta inicial de aproximar professores e alunos a Literatura de Cordel inserindo a poesia nas séries do ensino fundamental I, II e médio, até mesmo como proposta didática para avaliação do produto desenvolvido, socializando a troca de saberes sociais históricos e culturais de uma determinada região, visto que, a aproximação professor/aluno é determinante para que haja bons resultados na produção de folhetos, neste contexto, o docente terá obrigação de avaliar e estimular o aluno para a interiorização de assuntos do cotidiano, Segundo Watson (1913) pág. 27, ´´...intitulado de psicologia: como os behavioristas a veem``, determinados estímulos fazem com que os organismos deem determinada resposta, estímulos estes que, através de equipamentos, formação de hábitos e sua própria hereditariedade demonstrem respostas, positivas ou negativas.

Contudo, situar-se na responsabilidade de usar metodologias inovadoras, ou seja, visualizar conhecimentos teóricos sobre os assuntos já inseridos no primeiro passo desse projeto antes de expor o vídeo para os alunos é de grande valia. Alguns conhecimentos básicos como: História do cordel e origens das xilogravuras estão inseridas neste blog, considerando a possibilidade além de avaliar seus alunos, se alto avaliarem.

A ideia inicial de apresentar a produção de folhetos e xilogravuras é de auxílio didático, contudo a produção de quadrinhas, esta, de melhor assimilação na construção de rimas, será confeccionada neste primeiro módulo, lembrando que, o professor não precisa obrigar o aluno a seguir métricas, e sim orientá-los a criar poesias com rimas ou sem elas, podendo ser utilizada a variação linguística de sua região, para que depois possa ser contextualizada.

PASSO A PASSO PARA O ESQUEMA DA APRESENTAÇÃO DA OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL ATRAVÉS DO VÍDEO.

1º PASSO
Apresentação de dinâmicas em sala de aula.
INDICADORES METODOLÓGICOS:
a)    Filme o Auto da Compadecida (Ariano Suassuna).
b)    Asa Branca (música de Luiz Gonzaga)
c)    Xote das Meninas, (música de Luiz Gonzaga)
d)    Apresentação de vídeos com Repentes e Emboladores, (Repentistas nordestinos) site: g1.globo.com/.../videos/v/...repentistas/2779791/
e)    Citação de folhetos de cordel, (Antônio Carlos de Oliveira Barreto, Jotacê Freitas e Leandro Gomes de Barros (http://oficinacordel.blogspot.com)
f)     Revista Cordel Encantado: Com atividades dinâmicas (Professora Adriana Leite Campos, drizzalua@hotmail.com).
OBS: Estes autores são apenas indicadores de pesquisa, visto que outros autores que envolvam a cultura do cordel possam ser inseridos ou acrescentados às dinâmicas, esta fica a disposição do pesquisador, levando em conta às práticas culturais e literárias da região onde será aplicado o projeto.